terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Alimentação Após o 6º Mês

8


Oi!!!

Obrigada pelos comentários e depoimentos! É muito bom saber da importância do leite materno!!!!

Bem, agora que a Clarinha está prestes a fazer 7 meses - faltando 10 dias - está comendo praticamente de tudo.
Foi super difícil no início, me estressei imaginando que ela não ficaria bem alimentada somente com o peito depois de completar 6 meses. Mas me acalmei. Fui atrás das respostas e vi que é super natural e normal o bebê ir devagar no início, pois tudo é novo, cada gosto é saboreado com caretas e é uma experiência nova.
Clara rejeitou algumas coisas, por exemplo maçã e papinha de ameixa da nestlé até hoje ela não engole literalmente. Mas em compensação as papinhas salgadas e comidinha caseira de panela ela adora!!! Feijão, arroz com batatinha tudo amassado é o preferido dela, sempre acompanhado de muito água ou suco.
As frutas preferidas são mamão, melão e banana.
Estou dando também suquinho ADES, de soja, ela prefere o de banana e o de uva. Antes de dormir ou dou comida ou faço uma vitamina com ADES, uma fruta (mamão, banana ou melão) e 3 colheres de mucillon. Ela toma quase tudo e dorme super bem de barriguinha cheia. Porém, não esqueceu o peito. Ela ainda antes de dormir, tem que dar aquela mamadinha. E eu acho ótimo pois não quero tão cedo deixar de amamentar!

Beijocassssssssssssssssssssssssssssssssssss

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Vale a Pena...

5


Vale a pena amamentar!!!!

Logo quando vi minha bebêzinha colada comigo após o parto, sentindo meu cheiro e parando de chorar, sendo colocada pela pediatra para mamar pela primeira vez, um sentimento mágico tomou conta de mim, não sabia se ria, se chorava, só sabia que não queria desgrudar mais dela!!!

Mesmo sem ter filmado aquela cena perfeita de amor, será um filme eterno e ainda perfeito até eu morrer...
Nos primeiros dias de amamentação, senti muitas dores. A Clarinha não sabia mamar ainda, sugava errado, meu leite ainda não havia descido o suficiente. Então ela se irritava, chorava, eu por um momento da maternidade entrei em desespero achando que não teria leite... Mas me controlei, lembrei das coisas que li...

Deixei ela a vontade pra mamar e meu leite foi aparecendo e saí de lá espirrando leite pra todo lado!!! Mas não foi fácil mesmo. Doeu muito, meus seios ficaram doloridos, quentes, inchados, os bicos chegaram a ficar em carne viva...Mas deixava ela mamar. Doía muuuuito, mas só em vê-la super forte e bem depois das mamadas, valia a pena.
Comecei a usar a pomada BEPANTOL, que me salvou. Mas existem outras boas também.
Essa agonia durou acho que umas 2 semanas e hoje em dia Clarinha está forte, gorducha e saudável....Portanto, não desistam!!!!!


Beijos a todassssssssssss!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

quarta-feira, 19 de março de 2008

As Vantagens do Leite Materno

8


Vantagens para o bebê:



  • O leite materno é o alimento ideal, pois é completo: contém todos os nutrientes necessários nos primeiros 6 meses de vida, garantindo o melhor crescimento e desenvolvimento do bebê.

  • Protege contra doenças, principalmente diarréia, alergias e infecções (por isso também é considerado a primera vacina).

  • Proporciona mais segurança pela troca de carinho com a mãe, aumentando o laço afetivo entre ela e a criança.

  • Sugar o peito contribui para a criança ter dentes bonitos, desenvolver a fala e ter boa respiração.

  • É limpo e não contém micróbios, pois vai direto para a boca do bebê, além da temperatura está sempre certa.

Vantagens para a mamãe:

  • Reduz o sangramento após o parto e as chances de desenvolver anemias.

  • Diminui a ocorrência de diabetes e câncer de mama, de ovário e do útero.

  • Reduz a ocorrência de fraturas ósseas por osteoporose.
  • Por haver estímulo dos seios, o hormônio ocitocina é liberado fazendo contrair o útero, ajudando-o a voltar ao seu tamanho normal.

RECOMENDAÇÕES:

O bebê só precisa ser alimentado no peito, quando e enquanto manifestar essa vontade, isto é, sem horário fixo para iniciar ou para terminar. Até os 6 meses, não há necessidade de oferecer água, chá, suco, mesmo no verão, pois o leite materno contém todo o líquido necessário.

Escurecimento dos Mamilos

0


Na gestação há liberação de hormônios que estimulam a formação de melanina, deixando a pele com alta pigmentação em algumas áreas.

Nas aréolas(ao redor do bico do seio), nas axilas, ao redor dos olhos e na virilha são as áreas mais comuns desse escurecimento.

Devido à alta pigmentação, também há aparecimento de manchas no rosto em consequência da exposição ao sol, chamadas MELASMAS.

Depois da gravidez, a tendência é a normalização da quantidade de hormônios no organismo, voltando ao normal a pigmentação da pele. Porém, as manchas no rosto são difíceis de saírem, necessitando de cremes e tratamentos.

Colostro e Produção de Leite

0


Não existe leite fraco: O leite de todas as mamães é ideal para seus filhos ficarem satisfeitos e bem alimentados. Toda mãe é capaz de produzir o leite, a não ser nos casos de problemas hormonais e a falta de tranquilidade, que desequilibra o sistema endócrino impedindo os hormônios trabalharem bem.

O colostro tem a cor amarelada e transparente, sempre aparece nos primeiros "jatos" da amamentação. Apesar da pequena quantidade, o colostro alimenta e protege o bebê contra infecções nos primeiros dias, pois tem mais proteínas e mais anticorpos que o leite, e ainda, estimula o intestino da criança a se desenvolver. O leite do final da mamada tem cor mais branca e mais denso, produz maior quantidade de gordura, alimentando super bem e deixando o bebê mais forte. Dizem que esse é o segredo para que o bebê durma bem e mais depois da mamada: ele receber grande parte do leite final que é mais gorduroso.

Alimentação da Mãe Durante o Aleitamento

1


A alimentação da mãe pode ser prejudicial à amamentação??


As mães que amamentam no peito costumam sentir mais fome, por isso comer um pouco mais que o normal é o suficiente para manter o organismo saudável, que está produzindo leite. Além disso, você deve ingerir mais água, sucos de frutas, água de côco ou outro líquido natural de acordo com sua sede.

Quanto à alimentação, o ideal é que seja bem balanceada e contenha carnes magras, verduras, frutas, evitando-se alimentos gordurosos e os temperos condimentados.

Não existe alimento que prejudique a qualidade nem quantidade do leite, assim como é falsa a crença de que ingerir muito líquido, como cerveja preta ou leite de vaca, aumenta a quantidade de leite. Por outro lado, o abuso de certos alimentos pode provocar alergia ou cólicas no bebê, como por exemplo, o próprio leite da vaca, café, chá preto, mate, refrigerante, amendoim, ovos, soja, trigo, peixe, frutas secas entre outros.

Caso você costume ingerir algum desses alimentos, interrompa um de cada vez para que possa verificar qual deles é o causador da alergia ou cólica no bebê.

Fissuras nos Seios e Ingurgitamento

0


Fissuras:


As fissuras só ocorrem se houver alguma falha na técnica de amamentar, o que são muito comuns. Caso elas ocorram, a primeira regra é continuar amamentando e passar o próprio leite no local. Procurar identificar e corrigir a falha na pega ou na interrupção das mamadas. Expor as mamas ao ar e aos banhos de sol ou de luz (30 cm de distância da lâmpada de 40watts).

Cuidado com produtos naturais como casca de banana ou de mamão, possuem efeitos cicatrizantes porém há presença constante de germes, então o uso é desaconselhável.


Ingurgitamento ou "leite empedrado":


Se o peito estiver cheio demais ou mesmo "empedrado", alguns cuidados precisam ser tomados. O primeiro é massageá-lo com a mão espalmada, em movimentos circulares em toda a mama. Na região da aréola, a massagem produz mais efeito se realizada com dois dedos. Uma ducha de água morna nessa hora ajuda muito a aliviar a dor e a espalhar o leite. Depois da massagem, o passo seguinte é o esvaziamento parcial por meio de ordenha natural.

Com as mamas cheias e duas, o bebê não consegue realizar uma boa mamada, provocando fissuras nos mamilos.

Cuidando das Mamas

21


As mamas não devem ficar pendentes, por isso a dica é usar sutiã de aldoção próprio para amamentação, com alças largas para mantê-los firmes e horizontalizadas.

Evite abafar os mamilos com protetores especiais, pois o local estará constantemente úmido por causa do leite.

Para limpar os mamilos, use o próprio leite, tanto antes como após cada mamada.

Nunca use álcool ou qualquer produto nos seios, no banho apenas água.

Posições Adequadas Para Amamentar

1


Lave as mãos com água e sabonete sempre que for amamentar seu bebê. Escolha uma posição confortável, com apoio para seus braços, pernas e cabeça.

Coloque o bebê de frente para você, de modo que o corpo e a cabeça fiquem alinhados e encoste o corpo dele no seu (barriga com barriga).

Faça o bebê abocanhar o mamilo e a aréola (parte escura da mama) com a boca bem aberta.

Quando o bebê está bem confortável e mamando bem, não importa o barulho ou movimentação das pessoas por perto; ele não largará o peito.

Observe se o queixo do bebê permanece enconstado no peito; Não há necessidade de empurrar a cabeça do bebê de encontro ao peito; isto não ajuda, podendo até atrapalhar.

É normal o bebê dar umas mamadas mais fortes depois parar um tempo e depois voltar novamente a mamar rápido.
Ao contrário do que muitas mamães pensam, não há necessidade de se preocupar com que as narinas do bebê estejam livres durante as mamadas, inclusive, segurar a mama com os dedos indicador e médio pode até ser prejudicial, pois dependendo da pressão exercida pelo indicador, este poderá interromper o fluxo de leite.

Ao final da mamada, se o bebê adormecer e não sair do peito, coloque de leve o dedo mindinho na boquinha dele, assim ele vai largando aos pouquinhos sem chorar.

Depois da mamada, sempre espere o bebê arrotar para colocá-lo no berço. A posição ideal é deitá-lo de lado para que ele não engasgue. Um pequeno travesseiro ajudará a mantê-lo nessa posição.

Anatomia da Mama e Hormônios na Amamentação

3


A Mama:

Cada mama é constituída por um conjunto de alvéolos, como se fossem "cachos de uvas", responsáveis pela produção do leite. Esse leite será armazenado em depósitos situados abaixo da aréola.

Ocitocina e Prolactina:

São dois hormônios essenciais na hora da amamentação. A ocitocina tem a função de promover as contrações uterinas durante o parto e a ejeção do leite durante a amamentação.
A prolactina é um hormônio produzido pela glândula hipófise, que estimula a produção de leite pela mama no período da amamentação.
A hipófise, glândula responsável pela produção e armazenamento desses dois hormônios, está situada na base do cérebro logo atrás dos olhos numa região chamada sela túrcica e possui o tamanho de uma ervilha.